fbpx

O provedor estatal Aba CANTV limitou o acesso à Internet, conforme relatado pela ONG NetBlocks, que está em protestos contra Nicolás Maduro e sua ditadura socialista.

Os serviços de Internet ficaram restritos na Venezuela por várias horas no dia do protesto convocado pelo presidente interino Juan Guaidó.

De acordo com dados da NetBlocks, uma ONG que trabalha com direitos digitais e segurança cibernética, o provedor de Internet estatal ABA CANTV limitou o acesso ao Twitter, Facebook e Instagram de sábado a manhã.

Mais tarde, a mídia da oposição descobriu que o CANTV também havia bloqueado a plataforma de vídeo do YouTube a partir das 13h20, horário local, além de vários serviços do Google e do Bing.

“Alerta: Twitter, Facebook e Instagram estão restritos na Venezuela na manhã das marchas planejadas para convocar eleições livres e justas. Interrupções intermitentes em andamento”, denunciou o NetBlocks, que se define como uma “organização da sociedade civil independente e apartidária que trabalha na interseção de direitos digitais, segurança cibernética e governança da Internet”.

Esses tipos de restrições têm um padrão semelhante ao que ocorreu durante os cortes nos meses anteriores, com a intenção de que essas manifestações não ultrapassem as fronteiras do país.

Fonte: aqui.

AdBit.biz

Deixe seu comentário: